terça-feira, 23 de julho de 2013

Desfechos da vida

Postado por Priscila Kuller Clemente às 20:23
Como as coisas mudam... 
A vida tem uma admirável habilidade de reescrever a história e transformar um desfecho já combinado em mais um capítulo. Será que é de propósito? Ás vezes parece que nossa vida é combinada antes de nascermos, com todos os detalhes e desastres que irão acontecer já combinados, só esperando o protagonista chegar e seguir o enredo. 

Seria como um filme? Quem são nossos vilões então? Talvez aquela coleguinha má que estudou conosco no primário, ou aquele garoto que nos iludiu quando só queríamos ser amadas, e enquanto esperávamos o melhor, ganhamos o pior, lembranças, apenas lembranças difíceis de ser esquecidas.

Eu só queria um final feliz. Não, não precisa ser de contos de fadas ou aqueles finais de filmes românticos onde tudo dá errado até que chega o final e os dois ficam juntos (é muito sofrimento!). Acho que o final que todo ser humano deseja é aquele que recompensa todos os seus dilemas e cenas dramáticas. Aquele final onde você possa dizer: "Sim, valeu a pena viver!".


0 comentários:

Postar um comentário

 

Diário nada particular Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos