domingo, 16 de fevereiro de 2014

Por quanto tempo dura uma história?

Postado por Priscila Kuller Clemente às 12:50 0 comentários

Quanto tempo demoramos para escrever uma história? 
Uma semana? Alguns meses? Ou talvez anos? Talvez não seja essa pergunta certa a se fazer, e sim:



 Por quanto tempo dura uma história?



Muitas pessoas diriam que uma história não tem data certa para terminar, e seria justo né, quem começaria alguma coisa sabendo que um dia aquilo teria um ponto final, nem um louco se arriscaria tanto! 
O fato é, comece com um término previsto ou não, uma história que se preze sempre termina e o final muitas vezes não é como esperamos. Afinal, que graça teria se tudo fosse como nós quiséssemos? Eu não assistiria mais novelas, por exemplo... Se bem que sabemos que o vilão sempre se dará mal e que o casal principal sempre ficará junto nem que seja no último capítulo, e ficamos lá, sofrendo, quase chorando de ódio das barbáries que acontecem (parece tão bobo, será que gostamos de sofrer? Porque só pode ser né...). Então deve ser por este motivo que quando vemos um filme e o final não é lá como esperávamos, o odiamos, nem que a história seja boa e que na verdade nem tudo é perfeito, essa é a realidade, mas não aceitamos porque pelo menos nos filmes queremos que tudo seja perfeito e feliz.

Triste e cruel realidade, vida real não se encaixa em filmes ou telenovelas e não, nem em livros com histórias que tenham o final feliz... A não ser que você pegue um da literatura brasileira, daqueles que pedem em vestibular, esses são ótimos pra te decepcionar com um final infeliz e que não tenha nada a ver (irrita taanto!).

Se quer realmente viver uma história realista, comece sem muitas ambições, assim ela não tem tantas chances de decepcionar.


Depois de muito, muito tempo...

Postado por Priscila Kuller Clemente às 12:19 0 comentários
Oi!
Por quanto tempo não escrevo aqui :/
Senti saudades imensas, pois amo escrever <3 Mas, tive que me privar disso porque no momento estou tentando me dedicar aos estudos, e não é fácil, viu! Ter foco em algo que não é tão atrativo, normalmente não costuma ser fácil, mas é preciso às vezes, mesmo que muito, muuuito difícil. De agora em diante vou voltar a escrever, mas não como antes, não todos os dias também, senão tomará muito do meu tempo e eu não quero me sentir culpada depois (siim, eu me culpo se não aproveito tudo que acho que deveria aproveitar para estudar... é horrível!).

Mas enfim, planejando, tudo dá certo não é mesmo?
Preciso também desse blog como uma válvula de escape, entende? Escrever é uma forma que encontro de desabafar tudo que acontece, sem precisar de alguém que fique se preocupando com você, ou que eu tenha que dar explicações. Será como um diário mesmo, só que "nada particular".

Beijos e até o próximo post! <3
 

Diário nada particular Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos